Se você é amante de moda, deve saber que existem 4 grandes capitais que são referência em estilo. São elas: Nova York, Londres, Milão e Paris, onde ocorrem as semanas de moda mais disputadas, que atraem milhares de pessoas entre editores de revista, digital influencers, compradores, celebridades, pesquisadores de tendências, estudantes, etc. Mas você sabe porque essas são as cidades “top”? Em termos de negócio, elas são as preferidas dos compradores e comerciantes pela facilidade de distribuição de mercadorias. Além disso, não é segredo para ninguém que todas são uma grande fonte de inspiração. E cada uma tem o seu próprio estilo, a sua própria identidade. Vamos conhecer?

 

Nova York
ny style

Curiosidades: A confecção de roupas é a principal indústria da cidade e do estado de Nova York! Nos Estados Unidos, essa indústria movimentou mais de 200 bilhões de dólares na passagem do século XXI (UAU!).  Até a Segunda Guerra Mundial, o cenário da moda americana era bem fraca, pois a maioria do pessoal comprava as roupas direto de Paris ou importava de lá as revistas de molde. Ou seja, eram poucas criações originais. Mas com a guerra o contato com Paris foi suspenso, o que ativou a criatividade dos norte-americanos e a moda começou a criar sua própria identidade.

O estilo norte-americano: Caracterizado por uma moda casual, fácil de usar, porém muito elegante. Uma grande difusora desse estilo foi a primeira dama Jacqueline Kennedy.

Grandes Marcas: Tommy Hilfiger, Ralph Lauren, Michael Kors, Calvin Klein, Donna Karan, Diane Von Furstenberg, Marc Jacobs.

 

Londres
london style

Curiosidade: As grandes indústrias estão concentradas ao norte da Oxford Street, nas ruas Portland e Great Titchfield e, mais recentemente, nas áreas de Shoreditch e Hoxton. Ah, já ouviram falar da estampa Liberty, aquela de florzinhas pequeninas? Pois bem, ela surgiu em Londres!

O estilo britânico: Ao mesmo tempo que tem um lado tradicional, com uma grande preferência pela alfaiataria sob medida, tem também um lado mais cool, excêntrico e bem despojado, liderados por Mary Quant e Biba, nos anos 60, por Vivienne Westwood na década de 80, e, mais recentemente, pelo falecido Alexander McQueen.

Grandes Marcas: Erdem, John Galliano, Burberry, Christopher Kane, Emilio de La Morena, Mary Katrantzou, Vivienne Westwood e Alexander McQueen.

 

Milão
milan style

Curiosidades: Segunda maior indústria nacional, a moda perde apenas para a alimentícia (até dá para entender porque, né? rs). Ainda assim, a Itália é a maior exportadora de roupas e tecidos do mundo (UAU!), dominando os setores calçadista, de couro e malharia. Milão é o centro da indústria de moda italiana, e é onde estão grandes agências de modelo e grandes revistas de moda.

O estilo italiano: Famosa por seu excelente trabalho manual, a moda italiana é bastante tradicional. Em Milão, as pessoas se vestem de forma impecável, até se for para ir somente até a padaria (juro!). Elegância é a palavra de ordem na indústria italiana e os estilistas prezam muito pelo acabamento das peças.

Grandes Marcas: Giorgio Armani, Pucci, Prada, Versace, Fendi, Missoni, Salvatore Ferragamo, Dolce & Gabbana e Valentino.

 

Paris

paris style

Curiosidades: Paris ainda é, sem sombra de dúvida, a capital da moda mais disputada. Apenas convidados seletos conseguem convites para os desfiles das semanas de moda (não é para qualquer um não, gente!).  A razão do sucesso de Paris deve-se ao estilista inglês Charles Frederick Worth que, em 1858, abriu uma casa de estilismo na cidade, época em que ela era a capital artística e cultural mundial. Lá também acontece a famosa Semana de Alta Costura. Sentier é o tradicional bairro da moda francesa e o comércio de luxo está localizado na Rue Faubourg St. Honoré e ao longo da Avenue Montaigne.

O estilo francês:  As mulheres francesas tem uma maneira toda especial de se vestirem, misturando o clássico e o moderno, o sofisticado e o simples (o conhecido “chic sem fazer esforço”). As silhuetas das roupas são puras, aliadas a um corte complexo, com um ótimo caimento que acompanha os contornos do corpo. Os acabamentos são feitos de forma minuciosa e o trabalho manual francês é de altíssima qualidade.

Grandes Marcas: Chanel, Dior, Christian Lacroix, Lanvin, Yves Saint Laurent, Christian Louboutin, Hermès.

Fonte: Fashion design: manual do estilista – Sue Jenkyn Jones.

POSTS RELACIONADOS